Como nosso cérebro percebe o ambiente?

Como nosso cérebro percebe o ambiente?

Nos estudos de Biologia Celular entendemos que o nosso ambiente interfere diretamente na formação / reprodução das nossas células, gerando um impacto maior do que a própria genética que vem em segundo lugar.

A harmonização do ambiente que nos rodeia, reflete diretamente na forma pela qual a nossa mente e corpo interagem com as estruturas físicas (construções), objetos e atmosfera natural (arredores) que nos circula.

Certifique-se de que esteja mandando a mensagem certa para seu subconsciente.

Ele é extremamente poderoso e capta tudo ao seu redor.  Por isso, tenha a máxima atenção às mensagens diretas e indiretas que mandamos através da decoração em nossas paredes e adornos.

Exemplo:  faça uma análise das imagens de todos os quadros e telas de seus espaços. 

  • O que estas imagens te transmitem exatamente? 
  • Aquilo que você vê no seu dia a dia está compatível com seus desejos e metas de vida?
  • Suas paredes estão vazias? “ter paredes sem quadros é ter uma vida sem metas” … nada bom, não é mesmo? Precisamos saber para onde ir e onde queremos chegar.

Tudo que está ao nosso redor funciona como um gatilho emanando uma energia correspondente a interpretação da nossa mente. 

Portanto, preencha seus espaços, assista a filmes, programas que te remetam à coisas positivas de padrão vibratório elevado. 

Ainda que conscientemente você não veja os efeitos imediatos seja para o lado positivo ou negativo, o teu subconsciente registra e armazena todas essas memórias, sensações e emoções à espera que o gatilho seja acionado.

O ambiente em que vivemos impacta nosso cérebro em três pilares: Estrutura, Foco e Linguagem

Estrutura

A estrutura da casa/empresa representa a estrutura de vida. Caso ela esteja com problemas, existem grandes chances de que a estrutura de vida esteja fragilizada, danificada ou disfuncional.

  • Como está a estrutura da sua casa? 
  • Está com rachaduras? 
  • Tem buracos?
  • A pintura está feia?
  • O que está acontecendo com o corpo da minha casa? 
  • Como está o piso? Está trincado? Está sujo?

Foco

O ambiente externo nos dá milhares de estímulos que o nosso subconsciente capta gerando uma série de informações.  Dentre estas informações, quando o cérebro percebe uma desarmonia, traz imediatamente uma rigidez para o nosso corpo.

Portanto, devemos estar atentos aos objetos, móveis, peças de decoração, tudo que estiver no campo de visão dos moradores do imóvel.

Exemplo 1:  Imagine que você vá à cozinha buscar um copo de água, mas ao passar pelo cozinha, seus olhos passam pela fruteira que está vazia.  Embora seu foco era o de pegar o copo de água, em milésimos de segundos o seu cérebro faz uma leitura de falta e escassez ao perceber, inconscientemente a fruteira vazia.  

Nesta situação, você sai da cozinha com o seu copo de água achando que está tudo certo, quando na verdade, não está, pois seu subconsciente identificou algo desarmônico e de alguma forma marcou esta percepçãoem você.

 Exemplo 2:  Imagine que você tenha na sua sala uma tela com uma imagem de uma árvore sem vida.  O que essa imagem te remete?

Você poderá interpretar como uma árvore no outono. Estará implícito o cair das folhagens, mas e o renascer? Será que também estará implícito?

O teu cérebro pode interpretar como algo sem vida que te acompanha naquela ambiente durante todo o ano independente da estação que você se encontre.

A grande lição aqui é entender que o cérebro não distingue o real do imaginário, tudo que você vê, ele entende como verdade, portanto, comece a construir um senso crítico quanto a tudo que te rodeia no ambiente em que vive.

Linguagem – Sistema Ativador Reticular Ascendente (SARA)

O SARA é responsável pela nossa consciência e, consequentemente, pela filtragem das informações que recebemos.

Ele ocupa uma parte do nosso cérebro que realiza a conexão entre o tronco cerebral, os órgãos sensoriais e o sistema límbico, separando os estímulos relevantes dos irrelevantes.

Dessa forma, ele funciona como nosso próprio assistente pessoal: vai filtrar toda informação que captamos, deixando passar apenas o que consideramos importante.

Este é o processamento consciente, responsável por nossos pensamentos, percepções e sensações no dia a dia.

A cada segundo, todos os nossos sentidos captam cerca de 11 milhões de bits de informações das mais variadas, porém, deste impressionante total, nós só processamos conscientemente escassos 50 bits. O resto cabe ao inconsciente processar.

O que isso significa?

Significa que todas as informações que nos rodeiam estão a todo tempo enviando mensagens para a nossa mente que na grande maioria das vezes não está sendo processada conscientemente, mas, de alguma forma está armazenada na parte inferior do nosso “iceberg” apenas aguardando por um “gatilho” que a faça emergir.

Precisamos estar atentos à todo instante a qualidade daquilo que vemos, ouvimos e sentimos.  Nos cercar de coisas, situações, ambientes que nos favoreçam e termos claras e visíveis as metas e objetivos da nossa vida.

O Feng Shui traz diversas ferramentas para te ajudar neste processo.